Uma rede de solidariedade ajuda a tornar menos frias as noites de quem dorme nas ruas do Recife. Foto: TV Globo/Reprodução.

Caixas que iriam para o lixo são transformadas em mantas pela ONG Irmãos Girassóis. O revestimento interno funciona como isolante térmico. A equipe já produziu quase 500 mantas e não faz mais por falta de voluntários.

Por Jornal Nacional

Na frente da igreja, no centro do Recife, toda noite começa com oração. “É uma satisfação a gente saber que a gente pode dar um pouco da nossa semana para poder ajudar tantas pessoas que a gente vê em situação tão difícil”, diz a voluntária Mariza Pugliesi.

E segue com um jantar para 350 pessoas. “Tem que ter o amor ao próximo. Não adianta também sair de casa para distribuir comida e não ter o amor ao próximo”, afirma a dona de casa Ana Patrícia Oliveira.

Conceição Rodrigues é a mulher à frente dos Anjos da Noite. “É a única certeza que eles têm. Que vai chegar a alimentação. Por isso que a gente não pode parar. Não pode, não devemos. É uma missão”, comenta.

Conceição distribui mais que comida. A ONG também recolhe caixas de suco e de leite. E são transportadas da sede da ONG em Olinda até o município de Ipojuca, na região metropolitana do Recife. O veículo é de uma empresa de turismo que ajuda 20 instituições.

“A gente poder levar alimento, fornecer o carro para alguns hospitais para levar o pessoal pra passeio, levar ao psicólogo pra fazer atendimento”, explica o coordenador de tráfego, Giliarde Vieira.

Os Irmãos Girassóis é outro grupo que também está fazendo a diferença nesta pandemia. Na sede, se fabrica um pouco de conforto e de calor. As caixas que iriam para o lixo têm muito valor por lá. Elas vão ser transformadas em mantas que os futuros donos vão poder levar para todo canto.

Dezoito embalagens rendem uma manta. O revestimento interno funciona como isolante térmico. Seu Francisco Neri e a equipe já produziram quase 500 e não fazem mais por falta de voluntários.

“Esse amor que movimenta. Esse amor que nós nunca vamos esquecer aqueles irmãos em situação de rua que vão receber uma manta dessa e vai amenizar a situação deles. Vai ter menos frio, vai ficar menos vulnerável”, diz o voluntário.

A distribuição é com os Anjos da Noite. Três da madrugada. Uma ronda no Centro do Recife garante a identificação de quem dorme no chão.

“Eu me sinto realizada porque conseguimos fazer um pouquinho só, um tijolinho e deitar em paz. E amanhã, um novo dia amanhecerá para poder a gente fazer mais uma vez isso”, afirma Conceição.

Matéria Original: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/05/22/rede-de-voluntarios-produz-mantas-que-aquecem-quem-dorme-nas-ruas-do-recife.ghtml