Apenas em abril, quase nove mil brasileiros tentaram cruzar a fronteira do México sem documentos. Voo com mais de 100 pessoas deportadas pousará no Brasil na sexta-feira (21).

Por Jornal Nacional

Em abril, o número de pessoas o número de pessoas detidas ao cruzar a fronteira a México – Estados Unidos, ilegalmente, foi o maior em 20 anos. Entre elas, estão quase nove mil brasileiros.

Os números oficiais ajudam a entender a dimensão da crise de imigração que o governo de Joe Biden enfrenta. Só em abril, as autoridades americanas apreenderam quase 180 mil pessoas, que atravessaram a fronteira com o México sem documentos. 8.745 eram brasileiros.

Mais do que os 6.900 detidos, em todo o ano fiscal de 2020, que terminou em setembro. Desde então, e até abril deste ano, foram mais de 14.600.

Com isso, o número de apreensões está próximo de superar o recorde de 2019, quando 17.800 brasileiros foram detidos na fronteira.

Heloísa Galvão é coordenadora de uma organização de apoio a imigrantes.

“A narrativa que chega lá no Brasil é que você vem para cá, você se entrega na imigração, eles te dão o direito de trabalhar. Infelizmente, a história não é assim, na prática, mas as pessoas vêm pelo desespero! As histórias que a gente ouve aqui são de cortar o coração”, contou Heloísa Galvão, coordenadora do Grupo Mulher Brasileira.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

“Elas estão passando necessidade no Brasil, elas têm medo da violência”, destacou a brasileira.

A última vez que os Estados Unidos viram números tão elevados foi em 2019. Na época, o então presidente Donald Trump reagiu com medidas que foram criticadas no mundo inteiro, como a separação de crianças dos pais.

Agora, os imigrantes são atraídos pelo discurso mais acolhedor do presidente Joe Biden, que prometeu acabar com a política de tolerância zero de Donald Trump e implementar um sistema de imigração mais humano.

Desde fevereiro, a Casa Branca permitiu que imigrantes que estavam no México começassem a entrar nos EUA para aguardar o processo de asilo. Mas os EUA não alteraram uma política de emergência, implementada para conter o avanço da pandemia, que permite expulsar quase todos aqueles que cruzam a fronteira ilegalmente.

Fontes do governo do Brasil confirmaram que um voo com mais de 100 brasileiros deportados pousará na sexta-feira (21). Será a primeira deportação em massa de brasileiros do governo Biden.

Essas deportações foram autorizadas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, em 2019, e se tornaram frequentes durante a presidência de Donald Trump.

Matéria Original: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2021/05/17/numero-de-brasileiros-que-tentam-entrar-ilegalmente-nos-eua-cresce-em-2021.ghtml