Na manhã desta sexta-feira (28), as secretarias municipais de Assistência Social (Semas), Direitos Humanos (SEMDH) e Coordenadoria Municipal de Políticas de Diversidade realizaram uma ação social voltada para a comunidade LGBTQIA+ da capital. A atividade faz parte da campanha “Respeite e acolha a Diversidade: Macapá, uma cidade que combate a LGBTfobia”.

Parte da ação social aconteceu na Casa do Bolsa e realizou a inserção de mais de 70 pessoas no Cadastro Único (CadUnico) do Governo Federal. Com este cadastro, o munícipe pode acessar diversos programas e benefícios sociais. No Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Felicidade ocorreu a entrega de 50 Vales-Gás para pessoas de baixa renda.

“Nós aqui trabalhamos com inclusão e atendendo todos de forma igual. É muito importante poder oferecer esses serviços para essa população que, por muitas vezes, sofre preconceito na sociedade”, pontuou Abda Costa, diretora do Casa do Bolsa.

A ação no Cras Felicidade contou também com a parceria da Unidade Básica de Saúde Rubin Aeronovitch, que através de sua equipe, ofertou testes rápidos de Covid-19 e de detecção de Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST’s).

“Hoje exclusivamente estivemos atendendo a população LGBTQIA+ com essa solicitação especial. Lembrando que depois de hoje, essas pessoas podem ser atendidas pelos nossos equipamentos de assistência no bairro em que elas moram”, ressaltou Suelem Farias, coordenadora do CRAS Felicidade.

Representatividade

A ação contou com a presença de diversas pessoas da comunidade LGBTQIA+, como líderes de movimentos, grupo de esporte, artistas, entre outros.

“Nós estamos em um momento muito difícil, onde muitos amigos estão desempregados e passando por necessidades. Nós precisamos de ajuda também. Hoje eu agradeço à Prefeitura de Macapá, a coordenadoria e secretarias envolvidas por fazer essa ação de suma importância para nós”, disse Wagner, que é presidente do Queimadão LGBT.

Gaby Campos também esteve presente e demonstrou sua satisfação com a campanha. “Estou achando muito maravilhoso, pois é uma grande ajuda. A gente nunca tinha nada desse tipo de ajuda, ainda mais nesse momento difícil de pandemia que estamos vivendo. Só a gente sabe nossas dores e dificuldades de conseguir emprego, eu agradeço pela ação”, disse.

Os benefícios eventuais disponíveis nos Centro de Referência de Assistência Social de Macapá atendem os seguintes bairros:

• CRAS Igualdade: Lagoa dos Índios, Coração, Goiabal, Cabralzinho, Km9 (da linha A até a rodoviária), Marabaixo I, II, III e IV, Residencial Cajari e Residencial Amazonas.

• CRAS Felicidade: Beirol, Conjunto Habitacional Mucajá, Conjunto Habitacional São José, Trem, Centro, Buritizal, Santa Inês, Distrito do Bailique (Comunidade), Distrito de Carapanantuba.

• CRAS União: Pacoval, Laguinho, Canal do Jandiá, Perpétuo Socorro, Cidade Nova I e II, Pantanal e Jesus de Nazaré.

• CRAS Esperança: Nova Esperança, Congós, Novo Buritizal, Cuba de Asfalto, Santa Rita, Alvorada, Conjunto Laurindo Banha.

• CRAS Amor: Brasil Novo, Amazonas, Boné Azul, Ipê, Mestre Oscar, Infraero I e II, Novo Horizonte, Lago da Vaca, Alencar, Sol Nascente, Parque dos Buritis, Jardim Felicidade I e II, Conjunto Habitacional Macapaba I e II, Campina Grande, Distrito de São Joaquim (Comunidade), Distrito de Curiaú (Comunidade), Tessalônica.

• CRAS Alegria: Zerão, Pedrinhas, Universidade, Conjunto Embrapa, Muca, Jardim Marco Zero, Jardim Equatorial, Araxá, Aturiá.
• CRAS Simpatia: Fazendinha, Vale Verde, Residencial Alfaville, Mini Polo Hortifruti Granjeiro, Polo Hortifruti Granjeiro, Igarapé da Fortaleza (Antes da Fazendinha), Chefe Clodoaldo, Murici, APA da Fazendinha.

Bruno Nascimento
Secretaria Municipal de Direitos Humanos

Fotos: Prefeitura de Macapá/Reprodução.

Matéria Original: https://macapa.ap.gov.br/campanha-contra-intolerancia-promove-acao-social-para-comunidade-lgbtqia-de-macapa/