por Katarina Moraes, com informações da Repórter Cinthia Ferreira, via Jornal do Commercio

A Procuradoria Geral do Governo de Pernambuco (PGE-PE) recebe, na manhã desta quarta-feira (2), familiares das vítimas que foram feridas durante ação policial em protesto contra o governo Bolsonaro no último sábado (29) no Recife. Tiros de balas de borracha disparados pela Polícia Militar de Pernambuco, que visava reprimir a manifestação pacífica, atingiram os olhos do adesivador Daniel Campelo da Silva, de 51 anos, e do arrumador de contêiner Jonas Correia de França, 29, que sequer participavam do ato.

Na sede da PGE-PE, situada no bairro de Santo Antônio, área central da capital pernambucana, em reunião a portas fechadas, estão a irmã e o filho de Daniel, Inês Campelo e Júlio Campelo, respectivamente, junto a três advogados. Já os familiares de Jonas – a esposa, o irmão e a cunhada – estão acompanhados de representantes do Gabinete Assessoria Jurídica Organizações Populares (Gajop) e do Centro Dom Helder Câmara de Estudos e Ação Social (Cendhec) e por um defensor público.

Participam da conversa também o procurador-geral do Estado de Pernambuco, Ernani Medicis, o Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, e o Secretário Executivo de Defesa Social, Humberto Freire de Barros. O procurador do Estado Antiógenes Viana, do Gabinete da PGE-PE, foi designado para atuar no caso. O governador Paulo Câmara (PSB) atribuiu ao órgão, em conjunto com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), o processo de indenização aos atingidos.

DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM
DAY SANTOS/JC IMAGEM

Jonas passa por uma nova cirurgia nesta quarta (2) na Fundação Altino Ventura (FAV), na Boa Vista, Centro do Recife, “para tentar colocar o globo ocular no lugar”, segundo a esposa dele, Daniela Barreto. Enquanto passa por procedimentos na FAV, ele está internado no Hospital da Restauração (HR). À reportagem do , ele disse que médicos o avisaram que a visão do olho direito, o que foi atingido, já tinha sido perdida.

Já Daniel Campelo recebeu alta da mesma unidade hospitalar na tarde dessa terça-feira (1º), e perdeu a visão do olho esquerdo.

Fotos: Day Santos/JC Imagem

Matéria Original: https://jc.ne10.uol.com.br/pernambuco/2021/06/12131225-familiares-das-vitimas-de-violencia-policial-em-protesto-no-recife-se-reunem-com-governo-do-estado-nesta-quarta-2.html