Por Fantástico

No município onde faltam emprego, saneamento e comida no prato, um projeto social transforma a vida de muita gente.

Voluntários ajudam famílias de Sertânia, no sertão de Pernambuco
Voluntários ajudam famílias de Sertânia, no sertão de Pernambuco. Foto: TV Globo

Em Sertânia, município a 300 quilômetros de Recife, falta comida no prato, estrutura, saneamento, emprego. Mas é também neste pedacinho do sertão de Pernambuco que sobra solidariedade. Uma fábrica que parou de funcionar há 50 anos agora é sede de um projeto social que atende crianças e adolescentes.

“Quando eu cheguei na comunidade vi 30 famílias em casas de taipa, onde não havia banheiro, não havia água, pessoas extremamente carentes, a maioria analfabetas. Vi aquelas crianças sem um norte, sem um futuro. Eu disse: ‘Meu Deus, o que posso fazer por essas crianças e por essas famílias?”, conta André Pinheiro, fundador do Lar Fraterno.

O patrimônio da família de André se tornou uma fábrica de esperança desde 2011. Não é uma creche nem uma escola: é o Lar Fraterno Vovó Cavendish, uma casa para apoiar o desenvolvimento das crianças com educação. O caminho para mudar o futuro e para permitir que elas possam ser o que quiserem.

As crianças recebem também as refeições do dia. Maria Cileide Paulino é a coordenadora do projeto e sabe o quanto esse trabalho é importante. Filha de agricultores do algodão, ela foi criada em casas de taipa, no sertão.

“Além de transformar a vida das crianças, transformou a minha vida esse projeto, diz ela.

Para ter mais qualidade de vida, médicas vão de São Paulo para rodar as estradas do sertão e oferecer cuidado às famílias. A rede de voluntários também tem artistas, e todo apoio é bem-vindo: as mães que podem, por exemplo, ajudam com organizando a doação de alimentos.

Matéria Original: https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2021/08/09/voluntarios-ajudam-familias-de-sertania-no-sertao-de-pernambuco.ghtml