Em um único mês, o presidente Jair Bolsonaro chegou a gastar R$ 1,9 milhão no cartão corporativo, pago com dinheiro público. E em seus dois primeiros anos de governo os gastos superaram os de anos anteriores

por Mariana Fernanda Garcia, via Observatório do Terceiro Setor

No governo de Jair Bolsonaro, os gastos com o cartão corporativo da Presidência da República estão entre os mais altos registrados.

Ao todo, na gestão Bolsonaro, os cofres públicos já gastaram mais de R$ 50 milhões com essa modalidade de pagamento, usada principalmente para custear as viagens do presidente, de sua família e dos seguranças. Enquanto isso, 19 milhões de pessoas passam fome no Brasil.

Um levantamento realizado pelo Yahoo! mostra que, em 2019, primeiro ano do governo Bolsonaro, as despesas da Presidência da República com cartão corporativo aumentaram 22% em relação ao ano anterior. Em 2020, o crescimento foi de 35%.

Segundo dados do Portal da Transparência, a Presidência gastou cerca de R$ 20 milhões nessa modalidade de pagamento em 2020. Em 2019, o valor foi de R$ 14,9 milhões.

No portal, constam somente os dados a partir de 2013. O recorde de gastos é da ex-presidente Dilma Roussef, que gastou cerca de R$ 20,13 milhões, em 2014. O de 2020 é o segundo maior, R$ 20,04 milhões. Em seguida, vem o gasto de 2019.

Fato é que as despesas de 2021 se aproximam às de 2020. De janeiro a julho do ano passado, a Presidência gastou R$ 10,31 milhões com cartões corporativos. Nesse mesmo período de 2021, os gastos já somam R$ 10,1 milhões.

Jair Bolsonaro (crédito da imagem: Instagram)/ Imagem ilustrativa (Adobe Stock)

No final do ano passado, só a viagem de Bolsonaro ao Guarujá (SP) e a São Francisco do Sul (SC) custaram R$ 1,2 milhão aos cofres públicos.

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e foram para a extrema pobreza, linha da miséria, entre janeiro de 2019 e junho deste ano, durante o governo Bolsonaro.

Foto: Bolsonaro, contudo, tem o recorde mensal: o pico foi de R$ 1,9 milhão em um único mês, em fevereiro de 2020.

Fonte: https://observatorio3setor.org.br/noticias/19-milhoes-passam-fome-e-bolsonaro-tem-gasto-recorde-no-cartao/