O Canal Brasil celebra na próxima segunda, dia 25 de julho, o Dia da Mulher Negra com uma programação que dedica o dia inteiro a elas. Serão 28 produções entre longas-metragens, curtas e entrevistas dirigidas, produzidas ou protagonizadas por mulheres negras durante quase 24 horas. O filme “Outras”, dirigido por Ana Julia Travia, dá início à mostra, no dia 25, às 6h40. Já o documentário “Minha Avó Era Palhaça”, de Mariana Gabriel e Ana Minehira, encerra o especial às 4h50 da manhã do dia 26, terça-feira.

Entre os destaques estão “Rainha”, protagonizado por Ana Flavia Cavalcanti; “As Boas Maneiras”, com Isabél Zuaa; e o longa “Todos os Mortos”, com participação de Alaíde Costa. A “Faixa Musical” presta homenagem a cantora Elza Soares (foto), que faleceu no início do ano, e o “Cinejornal” traz uma entrevista inédita com cinco artistas negras do audiovisual brasileiro, incluindo a atriz Elisa Lucinda, onde discutem o progresso ou o regresso do antirracismo no cinema nacional.

O Dia da Mulher Negra foi instituído no Brasil em 2014, porém, já é celebrado por toda América Latina desde o início do século. Esta data relembra o marco internacional de luta e resistência da mulher negra para reafirmar a necessidade de enfrentar o racismo e o sexismo vivido até hoje por esse grupo que sofre com a discriminação racial, social e de gênero. Para afirmar seu posicionamento de igualdade racial, o Canal Brasil dedica sua programação, neste mesmo dia, ao trabalho de tantas mulheres negras que trazem brilho para o nosso cinema. Dividida em dois blocos, a grade do dia traz mulheres negras na direção e como protagonistas de longas-metragens.

Fonte: https://telaviva.com.br/21/07/2022/canal-brasil-faz-mostra-especial-em-comemoracao-ao-dia-da-mulher-negra/