Agência federal pretende testar o documento até o final do ano; objetivo é melhorar e agilizar formulários

por Priscilla Alvarez, via CNN

O governo Joe Biden está desenvolvendo um novo cartão de identificação para imigrantes que sirva como documento único para acessar arquivos de imigração e, eventualmente, ser aceito pela Administração de Segurança de Transporte para viagens, de acordo com dois funcionários da Segurança Interna.

A iniciativa faz parte de um esforço contínuo do governo Biden para agilizar os processos que muitas vezes levaram à confusão entre os imigrantes que estão em processo de remoção – e ocorre no momento em que as autoridades lidam com o aumento das chegadas na fronteira EUA-México.

Os republicanos aproveitaram a forma como o presidente americano está lidando com a fronteira sul do país e criticaram as políticas de imigração do governo, como reduzir as detenções e limitar as prisões de imigrantes. A mais recente iniciativa do departamento de Imigração e Alfândega provavelmente também receberá críticas de alguns integrantes do Partido Republicano.

Mas as autoridades dizem que o cartão, comparado a uma identificação com foto, facilitará a prestação de contas no processo de imigração. Espera-se que o documento – apelidado de “Secure Docket Card” (cartão de registro seguro, em tradução livre) – inclua nome e nacionalidade, bem como um código QR para acessar um novo portal com informações relevantes sobre imigração.

Esse portal destina-se a fornecer uma maneira mais simples para os indivíduos atualizarem suas informações e entrarem em contato com as autoridades federais enquanto passam pelo processo de entrada. Espera-se que o cartão também seja fornecido aos imigrantes em detenção.

“Metade dos problemas que os migrantes têm em apenas prestar contas no processo é porque não estamos nos comunicando bem”, disse um funcionário do DHS. “As pessoas vão trabalhar de forma suave, eficiente e humana nesse processo”, adicionou.

O cartão pode ser usado como identificação, mas não pode ser usado para se registrar para votar. Apenas cidadãos dos EUA podem votar.

Eventualmente, o cartão também poderá ser utilizado em aeroportos para viagens no futuro, destacou o funcionário. Atualmente, a administraçãod federal de transportes aceita alguns documentos de imigração como identificação válida para viajar.

“A ação é parte de um programa piloto para modernizar várias formas de documentação fornecidas a não cidadãos liberados provisoriamente por meio de um cartão seguro, verificável e consistente. Ele conterá uma foto, identificadores biográficos e recursos de segurança de ponta para benefício mútuo do governo e de não cidadãos”, informou um porta-voz do departamento de Imigração e Alfândega em comunicado.

“Especificidades do programa ainda estão em desenvolvimento, mas um objetivo principal é melhorar os formulários de papel atuais e inconsistentes que muitas vezes se degradam rapidamente no uso no mundo real. Até o resultado do piloto, o governo considerará uma expansão adicional”, complementa o texto.

Um relatório recente do relatório do Comitê de Apropriações da Câmara mencionou o programa e os US$ 10 milhões (R$ 54 milhões) necessários para tirá-lo do papel.

O relatório, que acompanha o projeto de lei de dotações do Departamento de Segurança Interna para o ano fiscal de 2023, descreve a ideia como permitindo “acesso de não cidadãos a arquivos e documentos de imigração”.

A agência planeja testar o cartão até o final do ano, observou o funcionário da Segurança Interna.

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/eua-planejam-novo-cartao-de-identificacao-para-imigrantes/