Jornal português revelou investigação que apura a atuação de personalidades que divulgam “dicas” em redes sociais

por Mariah Aquino, via Metrópoles

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), responsável pela imigração em Portugal, está investigando ao menos 22 influenciadores digitais do Brasil que dão “dicas” para interessados em imigrar ilegalmente ao país ibérico. A lista dos nomes não foi divulgada pelo órgão.

Com o aumento da imigração de brasileiros para Portugal nos últimos anos, também se multiplicaram os conteúdos para interessados no processo. Em redes sociais como YouTube, TikTok ou Instagram, criadores de conteúdo divulgam formas de driblar profissionais da imigração para conseguir entrar no país.

O aumento de imigrantes brasileiros para viver em Portugal tornou o processo de regularização mais lento. Alguns casos podem chegar a dois anos. Dessa forma, crescem também os interessados em encontrarem maneiras de “acelerar” a entrada no país.

O caso foi revelado pelo jornal português Expresso. Alguns dos investigados no inquérito também são suspeitos de aplicar golpes em vítimas interessadas em se mudar para Portugal.

Dessa forma, os imigrantes tornam-se mais vulneráveis para conseguirem alugar um imóvel ou arranjarem um emprego, por exemplo.

Foto: Deiviane Linhares/Especial Metrópoles

Fonte: https://www.metropoles.com/brasil/influencers-brasileiros-sao-investigados-por-ajudar-imigracao-ilegal